Todos os posts de forumcivil

03 Oct

Adiamento AG dia 3 Outubro

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Fórum Civil, torna público que a Assembleia Geral ordinária marcada para dia 3 de Outubro de 2016, com inicio às 18 horas, foi forçosamente cancelada e adiada para a data de 11 de Outubro de 2016.

Adiamento

20 Apr

Visita Técnica à Ponte 25 de Abril -ESGOTADO

O Fórum Civil organizou a visita que não vais querer perder! No próximo dia 28 de Abril poderás ter a oportunidade de visitar os tabuleiros da Ponte 25 de Abril, a nossa maior ponte suspensa rodo-ferroviária e que dispensa apresentações.

A visita, com capacidade máxima de 16 participantes e duração de 3 horas, terá início às 14:30h com o visionamento de um filme que retrata a construção da Ponte sobre o rio Tejo, entre 1962 e 1964, seguindo-se depois para as instalações da IP,SA, junto ao maciço de amarração sul da ponte suspensa, para o início da visita a pé com o seguinte percurso:

  • Entrada pelo topo do pilar 1 e observação da junta de dilatação rodoviária;
  • Descida para a sala da amarração do cabo de suspensão principal;
  • Subida para o túnel ferroviário e observação da junta de dilatação ferroviária;
  • Percurso pelo passadiço do tabuleiro ferroviário até ao pilar 3;
  • Retorno pelo passadiço central de inspeção até ao pilar 2;
  • Retorno até às instalações da IP, SA pelo passadiço do tabuleiro rodoviário.

É obrigatório o uso de calçado com sola de borracha à responsabilidade do participante (ex: ténis com solas de borracha), bem como o uso de luvas, colete e capacete disponibilizados pela IP. Todos os participantes terão de assinar um termo de responsabilidade no qual declaram encontrar-se em perfeitas condições físicas para a realização da visita e declaram estar informados dos riscos envolvidos. A visita é totalmente desaconselhada a quem sofre de vertigens.

O ponto de encontro é às 13:30h, impreterivelmente, junto à entrada do Pavilhão de Civil do IST.

Relembra-se que é exigido aos participantes o uso de calçado com sola de borracha.

Inscrições: Esgotada

A inscrição só é oficializada após o pagamento de uma caução de 2€, que poderá ser feita sexta-feira, dia 22, ou terça-feira, dia 26, entre as 11h e as 15h no Fórum Civil.

A visita é exclusiva a alunos de Engenharia Civil do Instituto Superior Técnico.

Nota:

A realização da visita está sujeita às condições meteorológicas sendo que, no caso de chuva ou vento, a visita é adiada ficando os lugares dos 16 participantes selecionados assegurados.

18 Feb

Concurso “Uma Viga de Betão Armado”

Este ano o Fórum Civil, juntamente com o DECivil e CONCREMAT, proporcionam-te um novo concurso para a V Jornadas de Civil… Prevê o comportamento de uma Viga de Betão Armado, vem testá-la connosco e habilita-te ao prémio final!

Entrega a tua previsão até dia 7 de Março no Fórum Civil.

Participa!

Inscreve-te aqui: http://goo.gl/forms/YVAM8Aaqf4

Consulta aqui o regulamento!

Podes ver aqui um exemplo da montagem!
#concursoViga #jornadasdeCivil

concurso viga A3-page-001

04 Nov

“O Corredor de Nacala no I.S.T.”

Segunda-Feira, dia 9 de Novembro, às 18:30

Na próxima Segunda-Feira, dia 9 de Novembro, às 18:30, em sala a anunciar, não podes perder a conferência que preparámos para ti!

Terás a possibilidade de ouvir o Engº João Neto, Contract Manager da obra que a Mota-Engil executou no âmbito do Projecto Ferroviário do Corredor de Nacala.

Clica aqui e Inscreve-te já!

Corredor de Nacala

O Grupo Mota-Engil África ficou encarregue de duas secções do projeto ferroviário do Corredor de Nacala, infraestrutura significativa que ligará a mina de carvão de Moatize, na província de Tete, em Moçambique, através de Malawi, para o Porto de Nacala, em Moçambique.

A secção 3 inicia-se na fronteira Oeste de Moçambique até a Nkaya, atravessando um terreno de orografia muito exigente e difícil, decorrendo em perfil misto e com escavações e aterros de grande dimensão. Das 22 pontes da obra, metade estão concentradas em 30 quilómetros da extensão e dos cerca de 7 milhões de movimentos de terras, 1 milhão está concentrado em apenas 5 quilómetros onde foi necessário ainda aplicar quase 100% dos 200 quilómetros de pregagens previstos no projeto para instalar nos taludes de escavação.

“Em pouco mais de dois anos construímos uma linha férrea com 140 quilómetros, com 22 pontes, 7 milhões de m3 de escavação e outro tanto de aterro, onde trabalharam em pico cerca de 5.000 pessoas, mais de 500 máquinas pesadas, quase 300 veículos ligeiros, sem um único acidente mortal envolvendo um trabalhador”

Engº João Neto

 O Engº João Neto, ingressou na Mota-Engil em 1999, acompanhou desde Fevereiro de 2011 o projecto, contribuindo inicialmente para a elaboração da proposta e posteriormente acompanhando no terreno o projecto de construção do Corredor de Nacala, tendo uma ligação directa às diversas equipas e ao trabalho que foi sendo desenvolvido em cada quilómetro de ferrovia. Formou-se em Engenharia Civil no Instituto Superior Técnico, fez uma pós-graduação em Engenharia de Estradas na Universidad Complutense de Madrid e concluiu o Advanced Management Programme Qualification da AESE – Escola de Direcção de Negócios.

Nesta conferência terás a oportunidade de conhecer a perspectiva de quem acompanhou de muito perto todos os âmbitos de uma obra tão complexa em que participaram todas as áreas específicas da empresa: Betões, Pré-fabricados, Ferrovias, Fundações Especiais, Geotecnia, área comercial de África, gestão do projeto, Takargo, Qualidade e Segurança, área de agregados e área técnica.

MAIS DOCUMENTOS SOBRE A CONFERÊNCIA:

CORREDOR DE NACALA UM MARCO NA HISTÓRIA DA MOTA-ENGIL

Vídeo: Corredor de Nacala – Malawi | Mota-Engil

Segunda-Feira, dia 9 de Novembro, às 18:30!

Inscreve-te já!

© Fórum Civil 2015